Sobre a ausência de eufemismo e dentistas

Que os alemães são diretos, todo mundo já sabe. Diferente da gente, eles não sabem aplicar ou desconhecem o eufismo. Em outras palavras, “cheinha” é gorda mesmo. Bom, há pouco mais de uma semana, meu siso que há anos vivia perfeitamente bem apenas com uma pontinha para fora, resolveu sair inteiro da noite para o dia. Minha gengiva inflamou completamente e não houve jeito: tive que ir no dentista. Ele teve que fazer um procedimento e antes de fazê-lo, tivemos a seguinte conversa:

“Você quer algo para segurar? Porque isso vai ser extremamente doloroso.”

“Ha-ha. Nossa, vai ser tão doloroso assim?”

“Sim.”

E foi mesmo.

Na semana seguinte fui arrancar o dente. Menti muito dizendo que tava sentindo minha boca toda mesmo quando não estava mais sentindo nem os lábios para ganhar litros de anestesia porque já me haviam avisado que os dentistas aqui são também açougueiros no tempo livre.

“Roberta, vem aqui para eu te mostrar uma coisa.”

Lá fui eu ver a radiografia com ele, quase babando por não sentir a língua.

“Então, seu dente está quase tocando um nervo importante. Há uma chance de cortá-lo e você ficar com um tique permanente na cara.”

“Mas pro resto da vida? E não tem outra opção, tenho que arrancar o dente?”

“Sim, para o resto da vida. Não, não há opção.”

Não acho que ele esteja errado, nem que os alemães estejam errados em serem tão diretos, mas nós simplesmente não estamaos acostumados com isso e muitas vezes brasileiros que estão aqui tomam isso por insensibilidade ou grosseria. Eu acho que na verdade é uma forma maravilhosa de levar a vida. Você faz uma pergunta e tá li a resposta honesta, só esteja preparado.

Booking.com

Sobre

Júnior Gomes

Júnior Gomes é um cearense cabra da peste, que desde 2009 começou a mochilar e já conquistou 19 carimbadas no seu passaporte. Morou no Sul do Chile e sonha em completar os 50 países até os 50 anos. Fundou o blog para ajudar outros viajantes, priorizando dicas de como viajar muito e gastar pouco. Ao lado dos seus amores, Bel (esposa) e Kika (cadelinha), sonha em curtir um sabático pelo mundo.

2 comentários

28 mar2015
marilene oliveira de almeida

Passeio para Argentina-cataratas ida/volta, entrada mais almoço para 3 pessoas para o dia 17/06/15. Voces pegam os clientes no hotel? ficaremos hospedados no hotel inn iguacu em foz. como pagar no cartao?

    10 maio2015

    Marilene,
    Vc pode contratar no hotel, sem problemas. Em geral aceitam cartões!

Deixe seu comentário!





*

code