Brasil – Pernambuco | O Bairro do Recife Antigo

O Recife Antigo abriga muito da história da formação da cidade, lá nasceu Recife, graças à atividade portuária que promoveu a expansão econômica local, crio eu que graças aos diversos boêmios que vagavam pela madrugada desta zona do Recife o bairro ganhou o caráter boêmio, que a prefeitura tenta resgatar desde 1985, com revitalização e diversos projetos, mas com que a falta de continuidade das ações, permite com que nós não desfrutemos tanto dessa área hoje como deveríamos.

Recife Antigo vista do alto

Nesta parte da cidade você pode conhecer a mais antiga Sinagoga das Américas  – Kahal Zur Israel localizada na Rua do Bom Jesus, que forma um dos pólos beneficiados pelo projeto de revitalização, e que hoje conta com alguns bares e restaurantes, lá também se pode encontrar a Embaixada dos Bonecos Gigantes, que explica desde a origem até a composição dos bonecos, aos domingos, nesta mesma rua, acontece a Feirinha do Bom Jesus com várias barraquinhas de artesanato, eu particularmente adoro, pois tem artesanato para todos os bolsos, desde roupa, bijuterias a artigos de decoração.

Sinagoga Kahal Zur Israel | A mais antiga das Américas

Embaixada dos Bonecos Gigantes

Um pouco mais adiante está a Praça do Arsenal, com sua imponente Torre de Malakoff que nasceu pra ser trincheira, já foi o antigo observatório da Marinha e hoje abriga um centro cultural voltado para artes visuais que recebe vários projetos bacanas e que acho até pouco divulgados pra o grande público.

Torre de Malakoff | Praça do Arsenal

O Marco Zero, lugar de nascimento do Recife é um dos espaços mais visitados da cidade. Marcado pela grande Rosa dos Ventos do artista Cícero Dias e proporcionando a vista dos arrecifes e do Parque de Esculturas Francisco Brennand, com 90 obras do artista, muita gente não gosta e discute a construção deste parque, mas ele está lá, vale a visita, um museu a céu aberto, é só fazer uma travessia de barco, há o acesso de carro para quem vem do Pina outra parte de Recife.

Marco Zero de Recife

Parque de Esculturas Francisco Brennand

Se de um lado do Marco Zero se desfruta de uma vista natural e artística do outro lado, na Av. Rio Branco, também, pois o Centro Cultural Santander e em breve, no prédio da antiga Bolsa de Valores onde funcionará a Caixa Cultural, movimentam esta parte da cidade trazendo vários eventos culturais, sempre tem exposições, pertinho dali, mais precisamente na Av. Marquês de Olinda, outro Centro Cultural o dos Correios, são imponentes construções que já valem a visita por seu valor estético.

Rua Tomazina

O Recife Antigo também tem vários espaços alternativos, destacando a Rua Tomazina como um principal pólo, onde circula muita gente jovem, nos vários barzinhos, pertinho há a Rua Madre de Deus, que tem uma igreja linda de mesmo nome que fica perto do Paço Alfândega, um grande centro comercial burguês, o melhor é a Livraria Cultura que tem do lado, desculpem a maldade, o Paço é um lugar legal também, o um terraço tem uma vista linda do Rio Capibaribe e da outra parte da cidade.

Paço Alfândega



Links Relacionados
1. Brasil – Recife | Parque de Esculturas Francisco Brennand

VISITE RECIFE !!!

E você, o que achou desse post? Deixe seu comentário!

Para mais dicas de viagem como essa, siga o Diário de Mochileiro e seus editores no Twitter:

Cíntia Rodirgues Sobre Cíntia Rodrigues

Cíntia Rodrigues é pernambucana, professora de português, estudante de Museologia. Ouve mais que fala e adora contemplar, percebeu que mochilar é uma excelente oportunidade para observar o mundo com a calma e a profundidade que ela mesma estabelece e, assim, se permitir as experiências de descobrir o outro e sua cultura sem tantos prejulgamentos. Contatos: Twitter Facebook Email

Já conhece nossa página no Facebook?

Booking.com

Sobre

Júnior Gomes

Júnior Gomes é um cearense cabra da peste, que desde 2009 começou a mochilar e já conquistou 19 carimbadas no seu passaporte. Morou no Sul do Chile e sonha em completar os 50 países até os 50 anos. Fundou o blog para ajudar outros viajantes, priorizando dicas de como viajar muito e gastar pouco. Ao lado dos seus amores, Bel (esposa) e Kika (cadelinha), sonha em curtir um sabático pelo mundo.

Nenhum comentário

Deixe seu comentário!





*

code